quinta-feira, 16 de julho de 2009

[PB35] "Mirar del sur". Proposição temática e metodológica para uma "geopoética do frio"

XII Encuentro de Geógrafos de América Latina
["Caminando en una América Latina en Transformación", 03-07 Abr. 2009, Montevideo, Uruguay, Anais, 12f. - coautoria: Adão J. Vital da COSTA, UFPel/RS]
ENSAIO SOBRE A POSSIBILIDADE DE CONCERTAR, NUM MESMO ARGUMENTO CIENTÍFICO, ALÉM DOS ASPECTOS MAIS TRADICIONAIS DO DISCURSO GEOGRÁFICO (A ORDEM FÍSICO-AMBIENTAL E A ORDEM POLÍTICO-ECONÔMICA) TAMBÉM A PERSPECTIVA DO IMAGINÁRIO E DO EMOCIONAL. O TEXTO DESENVOLVE A TESE TENDO POR ILUSTRAÇÃO A IMAGEM ESTÉTICA DO "GAUCHO" E SUA PAISAGEM MERIDIONAL, E SUSTENTA QUE A RESOLUÇÃO METODOLÓGICA PODERIA SE DAR MEDIANTE O EMPREGO DE MODELO SISTÊMICO MAIS VERSÁTIL.
["O fato é que a paisagem meridional, em termos puramente humanísticos, é o que subministra os rituais campinos de trabalho e recolhimento (la esquila, la yerra, las jineteadas, la payada ... el mate con charla). Logo, o tradicionalismo decorrente toma emprestado dos quadros natural e organizacional seu significado; sem se subordinar forçosamente a eles. E mesmo os clichês de humor e temperamento – dos quais, por tenderem a conferir veracidade a supostos estados psicofisiológicos, o olhar científico, tanto quanto possível, precisa desviar-se – transportarão espontaneamente o estigma de, afinal de contas, falarem sobre comportamentos e ações que se dão desde uma espacialidade."]
SOLICITE UMA CÓPIA! (dantereis@unb.br)