quinta-feira, 6 de agosto de 2009

[PB36] Valores e circunstâncias do pensamento geográfico brasileiro: a geografia teorética transitiva de Antonio Christofoletti

Geografia (Rio Claro/SP)
[volume 34, número 1, p. 5-32, Jan./Abr. 2009]
DIVULGAÇÃO, SOB A FORMA DE ARTIGO, DA MATÉRIA-FOCO DE NOSSA TESE DE DOUTORADO. TRATA-SE, PORTANTO, DA SINOPSE DOS ASPECTOS COMPREENDIDOS PELA PESQUISA REALIZADA AO LONDO DO PERÍODO 2003/2007: A PRODUÇÃO INTELECTUAL DE ANTONIO CHRISTOFOLETTI (1936-1999) - NUMA ESPÉCIE DE ILUSTRAÇÃO, VIA AUTOR, DA HISTÓRIA DO PENSAMENTO GEOGRÁFICO BRASILEIRO E, NELA, A OCORRÊNCIA DA GEOGRAFIA TEORÉTICA E QUANTITATIVA; E AS IMPLICAÇÕES EPISTEMOLÓGICAS DO FATO DESTE AUTOR TER-SE MANTIDO, OBSTINADAMENTE, ALINHADO COM A CAUSA DOS MODELOS SISTÊMICO-NATURALISTAS.
["... o que chamamos 'Outra Nova Geografia' em Christofoletti tem a ver com o fato do autor deduzir que a percepção da efetiva complexidade dos eventos estava exigindo respostas teóricas progressivamente sofisticadas. O geógrafo intuiu que essa contínua busca provaria a longevidade dos efeitos - 'teoréticos' e quantitativistas - da Nova Geografia (daí, inclusive, nossa opção titular pelo adjetivo 'transitiva' ... e no específico sentido de algo que se transmite no tempo, se transformando). Bem, e sua intuição não teria vindo senão precisamente daquele 'manancial'. A literatura lhe informava dos reflorescimentos." (p. 26-27)]
LINK: http://repositorio.unb.br/handle/10482/6706
[http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/6706/1/ARTIGO_ValoresCircunstanciasPensamento.pdf]