segunda-feira, 19 de setembro de 2016

[PB74] Filosofia da geografia, epistemologia da ciência geográfica e geografia da ciência: definições e correspondências

X Encontro de Filosofia e História da Ciência do Cone Sul
[12-15 Set. 2016, Universidade de São Paulo, Anais, p. 58-60]
PROPOSTA DE DEMARCAÇÃO DISTINTIVA DE DOIS CAMPOS DE ANÁLISE (POR VEZES CONFUNDIDOS): O DE UMA "FILOSOFIA" (GERAL) DA "GEOGRAFIA", E O DE UMA "EPISTEMOLOGIA" (PROPRIAMENTE) DA "CIÊNCIA GEOGRÁFICA". (O PRIMEIRO, SE CARACTERIZANDO POR ESPECULAÇÕES METAFÍSICAS A RESPEITO DA NATUREZA ESSENCIAL DOS "OBJETOS" DE INTERESSE DA GEOGRAFIA - O QUE CHAMAMOS ESTUDOS DE "ORDEM ZERO"; O SEGUNDO, TENDO JÁ A VER ESPECIALMENTE COM UMA ANÁLISE DOS FATORES INTERVENIENTES NA "INVESTIGAÇÃO" EM CIÊNCIA GEOGRÁFICA - SUAS NORMATIVIDADES E CONTEXTUALIDADES - OS ESTUDOS, POIS, DE "SEGUNDA ORDEM").
[" “ Se o campo da Filosofia (F), pelo alcance de seu temário, é naturalmente mais dilatado que o da Teoria do Conhecimento Científico [entendido como Epistemologia (E)] e se, ademais, o âmbito da Geografia (G), pelo que a história de sua prática aponta, é também virtualmente mais amplo que o da dimensão estritamente científica dos estudos geográficos [aqueles já mais atentos, portanto, às normatividades conceitual e metodológica: cg], então é prudente distinguirmos o campo preciso da ‘Epistemologia da Ciência Geográfica’ (E:cg” [isto é, afastando-o daquilo que (estando além de nossa perspectiva de interesse) deveria, na realidade, ser chamado simplesmente de 'Filosofia da Geografia' (F:G)]." (59).]
LINK: http://www.afhic.com/files/AFHIC-2016-Resumos-estendidos-final.pdf

Nenhum comentário: